Alexsander Prates Arte Literatura Poesia

Enlace

Enlace

No êxtase da sensibilidade… Sua mente se transforma…

E você pensa em como transformar um pequeno momento em um arauto de probabilidades…

No enlace… iniciado com um beijo… você atinge o sangue do vulcão…

Ela… de frente para ti… brincando com seus lábios…

Enquanto prende uma respiração ofegante…

Suas mãos que percorrem um monumento… Como se a esculpisse…

Pele Macia… Braços Delicados… Cintura Perfeita… Coxas Provocantes…

E os beijos se tornam mais ardentes…

Enquanto você acaricia aquele corpo… no afã de provocar um prazer imensurável…

Ela sussurra, de uma maneira nunca ouvida “- Que Delícia”…

Enquanto te aperta, com garras que parecem cravar em sua alma…

Tamanho é seu estado de êxtase… Entregue em suas mãos…

Ali… totalmente vulnerável… com uma onda de calor que se funde à sua…

Dois corpos em um enlace sonhando com um tempo eterno…

Sua respiração agora está solta… Seu prazer está à flor da pele…

Você sente que ela te quer… Te ama… Te deseja…

A cada aperto… uma respiração mais quente…

Ela quer mais aproximação… então te puxa…

Na tentativa de evitar gemidos que atravessariam o universo…

Ela te beija… sempre ofegante… sempre te puxando ao corpo à corpo…

Mas…

Em dado momento, ela se arrepia e treme…

Demonstra que seu êxtase chegou…

Em um orgasmo translúcido… mas contido…

E Ela mostra que você ainda é capaz de fazer alguém feliz…

Post Comment