Arte Artes Visuais Cinema Cultura Popular HQs

Recordando: Comic Con Experience 2016 – Domingo – Dia 4

Comic Con 2016 (Domingo)

Mais uma vez na Comic Con Experience 2016, que está muito maior e com muito mais atrações do que os anos anteriores.

Logo de cara, quando você chega ao local do evento, já vê o que tem de mais Épico: A Fila. Centenas e centenas de metros de fila. Na quinta feira, pegamos 2 horas e meia, apenas para retirar as credenciais, e mais uns bons 40 minutos pra poder conseguir entrar.

Chegando as 11:45, com previsão de abertura dos portões as 12:00, só pude entrar as 14:20.

Já no Domingo, com a credencial na mão, a entrada levou menos de 30 minutos. Então, fica a dica pra quem está pensando em ir para o evento no próximo ano: Não deixe para retirar a Credencial na hora do evento, compre o ingresso com antecedência, e vá para o evento já portando a credencial e evite horas de fila.

No entanto, essa é a única parte ruim (e desorganizada) do evento. Dentro do local, as coisas melhoram bastante. O espaço dobrou de tamanho, e as atrações também duplicaram. Pra dar apenas uma volta por todo o evento, e apenas ver o que esta acontecendo, se leva muito tempo. Isso é ótimo porque o preço dos ingressos também tem aumentado.

Outra parte interessante também, é que o Artist’s Alley, agora mudou de local, e fica exatamente no centro do evento, além de, também, ter aumentado de tamanho. Muito merecido o maior espaço dado aos artistas, porque o que vemos nessa parte do evento é impressionante. Muito talento reunido num lugar só, principalmente os nacionais. Incríveis.

No Domingo, o evento estava completamente lotado. Algumas atrações, como o Stand do Harry Potter e principalmente o do Game of Thrones, que estava oferecendo uma foto no Trono de Ferro com efeitos incríveis, tinham filas quilométricas. O auditório Cinemark (e o telão que ele dispôs do lado de fora, para quem não conseguiu entrar) também ficou lotado durante todo o dia.

O Stand da Netflix, que dobrou de tamanho em relação ao do ano passado, trouxe em destaque a nova série original e nacional, “3%”. Havia até mesmo um local para as pessoas realizarem os testes que são realizados no seriado original, e também estava muito concorrido.

Já no do Assassin’s Creed, havia um circuito enorme para as pessoas treinarem um Parkour, além de um telão enorme que repetia o trailer do novo filme, que vai ter Michael Fassbender estrelando.

Outro Stand em destaque também era o do Westworld, que mostrava o símbolo do seriado (que é fantástico !) enorme, em movimento, e que mergulhava na agua. A visão era incrível.

Os auditórios, tanto o Cinemark, quanto o Ultra, que desta vez ficou num novo local, um Mezanino localizado próximo a entrada, também aumentaram de tamanho. O local anterior onde eles ficavam, foram transformados em áreas de alimentação, o que deu maior conforto pra quem esta no evento, visto que era uma luta para conseguir se sentar para comer. Com maior espaço, você passa menos tempo procurando uma mesa.

O concurso de Cosplays este ano também aumentou. Apesar de na Quinta-Feira o numero de cosplays ser bem menor, no Domingo eles pipocavam por todos os lugares. Cada vez mais detalhados, cheguei a ver alguns MUITO bem feitos, e incríveis, comparado aos que vemos em Comic Cons internacionais. Mas também, não é pra menos, afinal, o prêmio para o concurso de Cosplays este ano foi um Carro 0km, novinho. Parabéns para o evento, que aumentou o prêmio desse pessoal, que anima TANTO o evento, simpáticos, e sempre dispostos a tirar fotos e a atender os admiradores.

No palco principal, onde agora temos bandas ao vivo durante todo o evento, também teve melhorias. Inclusive com um show fantástico do Detonator (Massacration e Hermes e Renato) que simplesmente parou o evento! Uma legião de fãs cantou e pulou ao som de alguns sons do Massacration e também do novo disco Solo do Detonator, “Metal Folclore”. Parabéns aos organizadores,  o som estava incrível!

Mas não poderia deixar de falar do Stand que mais ficou lotado, tanto na Quinta feira, quanto no Domingo, os dois dias que pude conferir. As filas eram enormes, e davam voltas. Desde a hora que cheguei, até a hora que saí, a fila não tinha diminuído. Para poder chegar perto das 12 Armaduras de Ouro que estavam presentes, era um esforço gigantesco. Além da fila, ainda tinha centenas de pessoas disputando um espaçozinho que fosse, pra conseguir tirar uma foto, mesmo que de longe. Quem conseguiu ver de perto, teve que esperar muito tempo. De qualquer forma, é realmente emocionante, até mesmo pra quem não foi fã do desenho “Cavaleiros do Zodíaco”. Já pra quem é fã, é uma experiência única ver materializado na sua frente, as brincadeiras e imaginações da infância. Simplesmente lindas, todas muito bem feitas e em tamanhos diferentes, adaptadas a altura e conforto dos cavaleiros originais. Um trabalho fantástico. E como brilham! Espetacular.

Com um maior numero de convidados este ano, essa Comic Con com certeza foi a maior em termos de estrutura, espaço, diversidade, e entretenimento. O Evento tem, realmente, crescido, e isso é ótimo. Comparado ao primeiro evento, em 2014, muita coisa mudou. Como crítica, fica apenas mesmo a organização do evento quanto a distribuição de ingressos, disponibilização das credenciais, e entrada do evento. Sei que é complicado a entrada de um evento desta magnitude, mas poderia estar muito melhor, e muito mais organizado. Isso atrapalha um pouco a experiência das pessoas, além de fazê-las  perderem tempo considerável, que poderiam estar desfrutando do evento, de tanta qualidade.

De qualquer forma, fica o Parabéns  aos organizadores pela estrutura que foi duplicada e melhorada, ao conforto do local, simpatia dos envolvidos que ajudam e sinalizam pra galera que entra e sai do evento, e também ao transporte que sai do metrô e vai até o local, que é MUITO rápido e confortável.

Até ano que vem !

Krishina Odara

Alguns momentos desse último dia do maior evento Geek da América Latina:

 

Post Comment