Domingos dos Santos Poesia Uncategorized

Mensagem na garrafa

 

Fui espiar porque a porta estava aberta

mostrando uma sala com uma janela

que se abria para um quintal, que se espalhava pelo mundo,

porque era cortado por um rio, e os rios, todos sabem,

de uma maneira ou de outra misturam-se com o oceano,

e o oceano, é do conhecimento popular,

se espalha pelos cinco continentes

com sete bilhões de humanos (alguns deles desumanos),

alguns tristes, outros indiferentes,

outros alegres, como eu neste momento,

que faço versos em um papel,

ponho em uma garrafa e jogo nas águas. Aonde chegará?

Quem receber, tenho esperança,

que considere isso coisa de criança.

Post Comment