Alexsander Prates Literatura Poesia

No Silêncio

No Silêncio

Olhá-lo ao longe… Enquanto se aproxima de sua casa… Com uma novidade não tão boa…

Ele chega… Sorridente e Apaixonado…

Ela o fita nos olhos, trêmula, entristecida… E uma pequena lágrima contorna seu rosto…

Em uma folha de papel… Palavras tremidas… Borradas pelas lágrimas que outrora foram derramadas com mais vigor…

As palavras chocam… Mesmo com a simplicidade com a qual foram escritas…

” – Não consigo mexer, nem abrir minha boca… Não tenho mais como beijá-lo. ”

A resposta dele… Simples assim: ” – Isso não importa… ”

——————————————————————————————-

Sentada em um aconchegante sofá… No centro da sala… Está ela…

Entristecida… Chorando… Nervosa…

Ele se aproxima… Olhares se cruzam… Fixos um no outro…

Ele, então, começa a beijá-la… Por cima de seus lábios…

Pelo seu rosto… Pelo seu pescoço… Percorre seus braços…

Suas mãos…

Arranca sua blusa… No ímpeto da paixão…

Beija seu colo… Acaricia seus seios…

À faz soltar gemidos baixos e contidos… Como uma chama que está se acendendo…

O sofá será testemunha…

No afã de carícias cada vez mais quentes… Ele à possui…

Ela percorre suas dedos por entre os cabelos dele… Aperta… Puxa…

Se contorce… Enverga sua coluna, como se fosse quebrá-la… Tamanha é sua sensação…

Mãos fortes escorregam pelas costas dela… O suor agora é presente…

Seus corpos estão quentes ao extremo, à ponto de causar queimaduras de 10º grau…

Entrelaçados em único corpo… Único sentido… Único sentimento…

——————————————————————————————-

Mas…

Ela não consegue te beijar… E quem disse que isso importa…

Seus carinhos dizem mais que um milhão de palavras…

Seu contato provoca mais que a luxúria dita ao ouvido…

Sua presença… Faz com que qualquer ambiente seja perfeito…

——————————————————————————————-

O momento mais proeminente… O êxtase…

Seus gemidos se tornam uma melodia… Seus cabelos um turbilhão de movimentos…

Seu corpo… Como um terremoto… Vibrando freneticamente…

Suas lágrimas se tornam doces… Como o mais puro licor dos deuses…

Seu suor é como uma fonte… De onde brota o mais puro prazer…

Suas curvas se tornam suaves… Devido ao seu desgaste… Seu Cansaço…

Seus músculos enfraquecem… Seus lábios, trêmulos… Desejam mais…

——————————————————————————————-

Enfim…

Ela não consegue falar… Mas isso não importa…

Sua presença já diz tudo…

Post Comment