Arte Literatura Poesia Teresa Bendini

ERógena


Eu sou mulher além das rosas.
Além do cais
Além do altar
Além daquilo que me fizeram acreditar.
Além de ser efêmera
Sou muito mais do que você supõe achar.
Na hora H
Sou além mar.
Fiz-me estrangeira para poder me tatear.
Em minha pele há outras peles…
Que não aquela
Que rega a planta pela manhã
Que põe a mesa ou leva os filhos prá escola.
Sou mais que aquela que tempera uma comida,
uma existência,
uma ausência,
uma demora.
Sou além- mar
Em minha pele há outras peles
Sou “Flor da Pele”.
Sou pele em flor, amor!
Em minha pele há outras peles…
Pétalas em flor.
Sou essa Flor, a flor da pele….
Chamo-a: Erógena
Sou essa flor que não se manda entregar
Mas que se entrega sem mandar.
Sou essa Flor (a flor da pele)
Pétala e pele
A desfolhar-se
Que se abre orvalhada
Erógena flor..
Mulher….
Amada…
Erógena flor
Entre pétalas orvalhadas
Desfolhá-la
Desvendá-la
Entre pétalas rubras, escarlate
De sutil sensibilidade
Cada uma delas possui
Ouvidos… e bocas
Um Cosmos inteiro
A se desvendar
Numa ordem de torpor
A ordem é a Flor!
O Cosmos entre as pernas
Ordena a Flor..
Suprema Flor…
Poema
Poema em flor…entre as pernas!

(Teresa Bendini)

Post Comment