Arte Literatura Poesia

Honestamente – Poema de Thiago de Melo

O mais honesto de minha parte seria mentir:
dizer que não gosto mais de ti,
que não te quero nunca mais;
para te permitir seguir em frente,
para, enfim, te deixar em paz.

Depois,
só eu continuaria preso a nós dois.
Tu poderias te esquecer de mim;
eu, nem por um dia.
Jamais te esqueceria.

Thiago Amazonas de Melo

Post Comment