Editorial

Editorial do Portal Entrementes

Tudo passa

Tudo passa
Sempre passará
E continuamos pelo mesmo caminho…
No entanto a cada volta dada
Vejo um girassol
Depois uma margarida
Um alecrim dourado
E o patchouli perfumado.
Nesse vai e vem
Sinto os cheiros das coisas, das ervas e do mundo;
Vejo as cores, mesmo que ainda não sejam as reais e verdadeiras;
Gosto das frutas deliciosas e das plantas verdinhas;
Ouço a nona sinfonia de Beethoven, sem nunca enjoar;
Toco os macios ásperos e lisos com minhas mãos eternas.
Então mesmo que repetido
É bom viver e apreciar a natureza, nossa querida mãe.
E Cronos, nosso severo pai leva um ano e traz outro
Só pelo prazer de engolir a gente.
Elizabeth de Souza